Home » Aurora Boreal » Onde acontece Aurora Boreal e onde podemos vê-la?

Onde acontece Aurora Boreal e onde podemos vê-la?

Aurora Boreal Canadá
24 jun 2020 Aurora Boreal, Caçadas 0 COMENTÁRIOS

Hoje quero falar um pouco sobre onde acontece Aurora Boreal. Esse é um assunto importante para que os viajantes saibam onde é possível caçar o fenômeno e onde ela fica mais bonita e visível a olho nu.

Como vocês devem saber, a Aurora Boreal acontece exclusivamente no Hemisfério Norte e, para aumentar as chances de vê-la em uma caçada, é essencial entender a dinâmica do fenômeno e tudo o que o envolve. A Aurora Austral ocorre no Hemisfério Sul, porém, para observar de maneira plena, teríamos que viajar até a Antártica. 

Quer entender melhor sobre Aurora Boreal? Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Vamos nos localizar? Conheça as camadas da atmosfera

Na hora de saber onde ver a Aurora Boreal, tem muita coisa em jogo. Por isso, é importante conhecer diversos fatores e elementos, como as camadas atmosféricas da Terra.

Troposfera

A troposfera começa na superfície da Terra e se estende por 8 a 14,5 quilômetros de altura. Esta parte da atmosfera é a mais densa.

Estratosfera

A estratosfera começa logo acima da troposfera e se estende até 50 quilômetros. A camada de ozônio, que absorve e dispersa a radiação ultravioleta solar, está nesta camada.

Mesosfera

A mesosfera começa logo acima da estratosfera e se estende até 85 quilômetros. Meteoros queimam nesta camada e Auroras ocorrem também nesta região.

Termosfera

A termosfera começa logo acima da mesosfera e se estende a 600 quilômetros de altura. Auroras estão presentes também nessa região.

Ionosfera

A ionosfera é uma camada abundante de elétrons, átomos e moléculas ionizadas que se estende de cerca de 50 quilômetros acima da superfície até a borda do espaço, a cerca de 1000 km, sobrepondo-se à mesosfera e à termosfera.

Essa região cresce e diminui com base nas atividades solares e se divide ainda em mais sub-regiões: D, E e F. 

Exosfera

Este é o limite superior da nossa atmosfera. Estende-se do topo da termosfera até 10.000 km.

Na faixa da Aurora, o país não interfere na cor e na intensidade do fenômeno

Como a Aurora acontece fora do ambiente da Terra, na região da Ionosfera (sobreposta à Mesosfera e à Termosfera), não há influência do país – desde que ele esteja na faixa propícia para ver Aurora Boreal. A distância da Terra é de 50 a 200 quilômetros. 

A Ionosfera tem uma estrutura externa que está mais próxima do sol, chamada de Magnosfera ou Cinturão de Van Allen. Ela é fortemente influenciada pela configuração do campo magnético da Terra.

Nessa estrutura é onde inicia a interação, a manipulação e a transformação do plasma dos ventos solares. Temos também a proteção da Terra contra os ventos solares, que é capaz de reduzir ou bloquear a radiação solar ou radiação cósmica, fazendo com que nosso planeta fique livre de todos os organismos vivos e dos efeitos prejudiciais e perigosos.

 

Você consegue entender por que sua localização não interfere nas chances de ver a Aurora Boreal, desde que você esteja próximo à região do círculo polar?

Por que a Aurora acontece tão longe de nós, nos pólos?

O plasma solar viaja pelo cosmos com velocidade e força gigantescas enquanto a Terra está protegida pelo campo magnético.

Em áreas próximas ao Equador Terrestre, os impactos do vento solar são mais fortes e perpendiculares, assim como o campo magnético, que forma uma barreira horizontal mais forte praticamente intransponível. Em grandes latitudes, ou seja, nos pólos, o campo é distorcido pelo vento solar, que tem um campo magnético solar incorporado.

Nas altas latitudes, ainda, o campo magnético sofre com a chegada dos ventos solares. Em uma viagem pela Magnetosfera, o vento solar encontra um lugar para romper o campo e entrar nas camadas da Termosfera e Mesosfera. 

Por essa razão, o campo magnético da Terra é chamado de interplanetário. Nesse ponto, temos um fator importantíssimo para as Auroras: o BZ, que é a polaridade do campo.

Em resumo, as Auroras acontecem de 50 a 200 quilômetros da terra. O momento em que ela queimará depende de diversos fatores que estão fora do nosso controle. Por conta disso, não existe um país ou uma região em que seja mais fácil caçar Aurora ou onde ela seja mais bonita: o que existe é a Faixa da Aurora, que eu chamo de Oval da Aurora. 

Então onde posso ver a Aurora Boreal e a Aurora Austral?

As Auroras ocorrem nos hemisférios Norte e Sul, comumente restritas em grande parte a altas latitudes em uma faixa ovalada. Poderia ser em localizações fixas, se não dependessem de diversos fenômenos interligados. Por conta disso, as Auroras podem variar de largura conforme o índice KP. Um KP alto não significa visualização de Aurora.

Em razão da diferença dos pólos geográficos e pólos magnéticos, o centro do Oval Auroral é deslocado alguns graus em direção ao Canadá, no Hemisfério Norte, e à Oceania, no Hemisfério Sul. Por isso, digo que é possível ver a Aurora Boreal em latitudes mais baixas na América do Norte e Aurora Austral na Nova Zelândia e Austrália, principalmente quando a atividade solar está maior e a polaridade do campo magnético é negativa.

Onde ver a Aurora Boreal? 

Quer saber onde acontece a Aurora Boreal? Confira os países e regiões.

Gostou de saber onde acontece Aurora Boreal? Então fale com a gente e comece a planejar uma expedição cheia de experiências inesquecíveis!

Marco Brotto caçador de Aurora Boreal
MARCO BROTTO
Marco Brotto tornou-se conhecido como o caçador brasileiro de Aurora Boreal. Já viu centenas de spots de Aurora Boreal em vários locais do mundo, proporciona experiências incríveis para aqueles que o acompanham e possui um espetacular acervo de fotos de auroras.
POSTS RELACIONADOS
Veja 5 motivos para você ver Aurora Boreal na Islândia
Veja 5 motivos para você ver Aurora Boreal na Islândia
< LEIA MAIS
Experiências e Aurora Boreal na Lapônia: veja o que a viagem reserva
Experiências e Aurora Boreal na Lapônia: veja o que a viagem reserva
< LEIA MAIS
Aurora Boreal, muitas informações incompletas e inverdades
Aurora Boreal, muitas informações incompletas e inverdades
< LEIA MAIS