Home » Aurora Boreal » Chegamos à marca de 100 Expedições Aurora Boreal! Confira a retrospectiva

Chegamos à marca de 100 Expedições Aurora Boreal! Confira a retrospectiva

Expedições Aurora Boreal Marco Brotto
13 abr 2022 Aurora Boreal, Caçadas 0 COMENTÁRIOS

Chegamos a marca de #100 Expedições Aurora Boreal para o Ártico. Não tenho como descrever o que isso significa pra mim… Centenas de pessoas já embarcaram comigo para conhecer o Ártico, elas tiveram experiências incríveis que impactaram minha jornada.

100 expedições com Aurora Boreal, segurança, conforto e sonhos realizados. 

Nesse post, trouxe uma pequena retrospectiva: como tudo começou, os perrengues que já passamos, situações inusitadas e emocionantes, além de trazer também como a Expedição Aurora Boreal®️ mudou minha vida e a dos viajantes que sonhavam em caçar as Luzes do Norte! 

Como tudo começou…

Expedições Aurora Boreal Como Começou

Uma noite no meio do Death Valley nos Estados Unidos observando o céu, meu amigo Fábio, surpreso com a beleza, me disse: “imagina lá no Polo Norte, que tem aquelas luzes verdes”. Era 2006 e fiquei com isso na cabeça. Em 2011 foi a primeira viagem que realizei com o objetivo “Aurora Boreal”, e o destino foi a Noruega.

Depois de várias noites sem sucesso com passeios locais, na última noite fui sozinho para o meio dos Fjords e, naquela madrugada, ocorreu o encontro que mudou a minha vida e consequentemente a de muitas outras pessoas. 

Meu primeiro encontro com a Dama da Noite. Sozinho, boquiaberto e com medo. Depois, contemplando-a, me apaixonei. Desde então, sonhadores em ver as “Northern Lights” já embarcaram comigo em busca das Luzes do Norte.

Expedições Ártico

Ao longo do tempo, percebi que o objetivo das expedições não era somente a Caçada à Aurora Boreal​​®, mas principalmente a realização dos sonhos de cada pessoa que entrava comigo nesse universo incrível que é o Ártico.

Tivemos alguns perrengues… mas tudo é um aprendizado!

Desde que comecei a jornada como Caçador de Aurora Boreal®, sempre tive em mente que as expedições precisam ser seguras acima de tudo. Seguir regras e leis para que eu possa ficar tranquilo e focado. Meus companheiros seguros e confortáveis. Enfim, todos juntos em um objetivo só. 

Estar a frente de um grupo de pessoas do outro lado do mundo é incrível, mas vem com responsabilidades. É preciso seguir as leis, ter bom senso, paciência e respeito à força maior que é a natureza. Pois ela determina nosso caminho, nosso tempo e nosso destino.

Por isso, ao longo dos últimos 10 anos, cada perrengue sempre foi um aprendizado para que nenhuma situação adversa, que pudesse ter sido evitada, se repetisse.

Carros atolados na Islândia

O primeiro perrengue foi sozinho, em 2012, na primeira viagem à Islândia. Atolei o carro em uma praia de areia preta na IslândiaEm outra situação, já passamos 7h esperando o caminhão de resgate para desatolar o ônibus depois de uma escorregada de um metro para fora da pista também na Islândia. 

Ainda bem que em 2 horas outro ônibus chegou para levar o grupo de volta ao hotel. É alternador que estraga, pneu que fura, vidro que quebra e momentos que ficam guardados com alegria, mesmo em meio a adversidades. 

Por que como diz o ditado islandês  “Þetta reddast”: no final tudo ficará bem

“Você foi o responsável por me ajudar a realizar um dos maiores sonhos da minha vida. Se não fosse pela sua ajuda, eu teria perdido a mais incrível experiência que já tive. Pode ter certeza de que serei eternamente grato por toda sua força! Muito obrigado, de coração! E que as Luzes do Norte continuem iluminando o seu caminho! Um grande abraço!”

Rafael Soneghet (Lapônia, 2015)

Também houve situações emocionantes que guardarei para sempre…

Se para mim, que completei 100 expedições ao Ártico, vê-la diante dos meus olhos é sempre emocionante, imagina para quem se depara com a Dama da Noite pela primeira vez!

“Aurora Boreal sempre foi um sonho para mim e aqui nessa terra maravilhosa consegui ver esse verdadeiro espetáculo da natureza juntamente com pessoas incríveis e graças a esse homem enorme não só de tamanho, mas enorme de dedicação, conhecimento, responsabilidade e comprometimento no que faz. Muito obrigado Mestre Marco Brotto, por ter realizado meu sonho!”

Mariusa Moura (Alasca, 2016)

 

Expedições Aurora Boreal

Quando olho pra trás, lembro de diversas situações que me emocionaram e que contribuíram para cada expedição ser única e inesquecível. Para mim, não existe a melhor expedição ou a melhor Aurora Boreal, pois todas são especiais por algum motivo. A “mais” ou a “melhor” sempre está por vir. Mas qual a razão para tanta emoção? Bom, cada um sabe dentro de si onde está guardado o gatilho das nossas maiores emoções. 

Pedidos de casamento, reencontros e histórias de infância

Nessas 100 expedições me surpreendi com pedidos de casamento, renovação de votos, reencontros, encontros e histórias de infância. Na infância é onde, na maioria das vezes, as pessoas iniciam o sonho de ver as luzes coloridas que aparecem nos livros e desenhos infantis. 

Além disso, muitos estão realizando seus sonhos ou de pessoas queridas que não tiveram a oportunidade de estar lá, mas estão juntos no coração nos acompanhando.

“Foi a melhor experiência que tive até hoje. A viagem, do começo ao fim, superou todas as minhas expectativas. O Marco Brotto é uma pessoa especial, faz tudo com muito carinho e dedicação, além de ter um coração enorme e propiciar momentos de muita alegria. Ver a Aurora Boreal foi mágico, uma explosão de sentimentos tomou conta de mim e, ao vê-la dançando no céu, não contive a emoção. Foi um momento de realização de um sonho antigo. Sou grato por tudo o que vi e vivi nesses dias de viagem. Deixo um grande abraço para o Marco, que vai ter que me aguentar em mais expedições.”

Leandro (Islândia, 2017)

Uma das lembranças mais emocionantes que guardo na memória e no coração aconteceu na expedição em que uma das viajantes havia perdido a visão em um olho e estava prestes a perdê-la no outro. Por isso, para ela, ver a Aurora Boreal na viagem tinha um significado ainda mais especial.

Ainda que eu não tenha como saber exatamente o que ela conseguiu ver ou sentiu quando estávamos frente a frente com as luzes do norte, a emoção que transbordava era um sinal de que aquele momento havia sido esperado por muito tempo e tinha com certeza sido único.

Fui entrevistado pelo Jô Soares logo no início da jornada como Caçador de Aurora Boreal®

Quando fui entrevistado no programa do Jô, ainda estava na minha vigésima expedição talvez, não me lembro! Mal sabia todas as experiências que ainda estavam por vir nos anos seguintes…

Na entrevista também relembro uma passagem marcante. Em uma das expedições, ao ver a Aurora Boreal, uma viajante ligou para o seu pai e disse: “pai, eu te perdôo”. Você pode ver a entrevista completa no vídeo abaixo.

E as lendas e mitos? Aprendi muito em cada contato com uma cultura diferente

Ao longo desses anos em meio a expedições que atravessaram as mais diferentes culturas, pude conhecer outro lado da história também. Principalmente a história contada de geração em geração e que muitas vezes toma o corpo de uma lenda ou um mito.

Por exemplo, dizia-se que as crianças não poderiam sair de casa porque as luzes iriam roubá-las de suas famílias. Por isso, elas não poderiam andar sozinhas no escuro das florestas no inverno. A Aurora Boreal, nesse caso, era usada como uma forma de proteger as crianças para que não andassem sozinhas no ermo…

Há também lendas de guerra que dizem que as armaduras das Valquírias, que representam o espírito feminino na mitologia nórdica, eram responsáveis por proteger os guerreiros que iam para a batalha. Os asiáticos achavam que as crianças que fossem concebidas sob a Aurora Boreal nasceriam sadias, inteligentes e teriam um futuro promissor.

Não tem como descrever o quão importante foi esse processo, de conhecer locais não somente a partir do que lemos ou vemos sobre, mas do contato direto com o que as próprias pessoas têm a contar sobre a história de um povo e de uma nação.

Ao conhecer outras culturas, não aprendi somente sobre seus costumes. Acima de tudo, aprendi a respeitar a forma com que cada ser humano enxerga e compreende o mundo.

Para chegar até aqui, sempre tive uma equipe incrível ao meu lado

Não teria chegado à marca de 100 expedições sem a dedicação da nossa equipe que fica no Brasil, do Staff que me acompanha e dos nossos colaboradores em cada um dos países, estes também que se tornaram grandes amigos.

Nosso quadro de funcionárias permanentes é composto somente por mulheres e todas já viajaram comigo ao Ártico para conhecer de perto nosso propósito!

Por isso, todas e todos que estão ao meu lado nessa caminhada estão alinhados a esse propósito. Mesmo os moradores locais que estão acostumados com as Luzes do Norte entendem nossos sonhos e se emocionam junto com a gente.

As parcerias ao longo dessa jornada tiveram resultados incríveis, como um livro infantil sobre a Aurora Boreal

A pedagoga Renata Aguilar escreveu um livro infantil chamado Aurora Boreal: uma descoberta além das cores. Nesta obra incrível, ela fala sobre a relação de avós com crianças e aborda temas como bullying e mudanças nos ensinamentos necessários em determinadas idades para as crianças.

Renata e eu nos tornamos amigos e, com base em minha biografia, ela escreveu essa obra incrível para crianças que também contribui para o conhecimento científico dos pequenos!

No final das contas, cada viajante tem uma experiência única e volta ao Brasil com uma perspectiva diferente

Por mais simples que possa parecer, os que sonham em ver a Aurora precisam trilhar um longo caminho. 

Viajamos milhares de quilômetros atrás de algo até certo ponto imprevisível, que tem a necessidade de dezenas de fatores alinhados na direção correta. Se apenas um estiver errado, não alcançamos nosso objetivo. São noites frias, muita paciência e espera, mas posso te garantir que vale a pena. 

“Meu sonho era ver o fenômeno das Luzes do Norte. Então, o gigante fotógrafo e Caçador de Aurora Boreal, Marco Brotto, proporcionou-me realizá-lo. Inexplicáveis e indescritíveis experiências vividas nessa expedição. É arrepiante ver o Marco Brotto realizar os sonhos das pessoas que com ele viajam, pois ele é incansável. Foram dias com muita adrenalina que acrescentaram em nossas bagagens um aprendizado riquíssimo de desafios, foco e determinação, com a oportunidade de conhecer lugares, deslumbrantemente, fotogênicos, bem como novos sabores, aromas e culturas. Nessa viagem, compartilhada com pessoas sensacionais, nos redescobrimos e nos renovamos, tudo registrado através das retinas e das fotografias. Tudo que a memória amou fica eterno e vocês são eternos na minha, pois há momentos efêmeros que justificam uma vida inteira.”

Eunice Matarolli (Lapônia, 2018)

Cada pessoa vê a Aurora Boreal de uma forma diferente. As formas, a velocidade e, principalmente, as cores. Por isso, é importante alinhar as expectativas das pessoas, principalmente porque a Aurora Boreal não acontece em todos os momentos e em todos os locais, é uma caçada por um fenômeno da Natureza

Ainda bem que a natureza tem sido gentil comigo e em todas as expedições pude compartilhar o momento indescritível de ver a Aurora Boreal a olho nu. Mas, afinal, o que é a Aurora Boreal? Magnífica, incrível, esplendorosa, estonteante, inigualável, extraordinária, sublime e singular.  

Ainda assim, não seria capaz de traduzir em palavras o que é realmente a magnitude dela, que encanta sonhadores do mundo todo.

100 expedições depois, posso afirmar: me tornar o Caçador de Aurora Boreal® mudou minha percepção sobre a vida

A primeira vez que vi a Aurora Boreal foi com 40 anos e, desde então, venho levando grupos para caçar esse fenômeno comigo. Hoje, com 50 anos, posso dizer com toda certeza: minha vida é completamente outra e vejo o mundo e a vida de forma diferente.

Não é trabalho, no sentido penoso que essa palavra muitas vezes traz. Pois é um prazer completo focar na realização de sonhos e proporcionar para as pessoas a melhor experiência possível no ártico (ainda que tenhamos muito trabalho e dedicação para que as expedições aconteçam!).

“Dentro do ônibus, Marco Brotto falou: “Aurora às 3 horas!”. E foi assim que pela primeira vez as Luzes do Norte se apresentaram a nós riscando o céu de verde. O que se sente?! Só quem viu sabe… Indescritível! Sou da terra, mas na terra só meus pés estavam! Êxtase, euforia, alegria sem tamanho! Você não entende, mas quer mais. Energia pura… Marco faz seu trabalho com paixão, 100% comprometido com o grupo que rapidamente, nesse clima ímpar, se torna uma família. Viagem que tem que se fazer antes de morrer!”

Daniela Naufel (Lapônia, 2019)

Deixo de lado coisas banais que já julguei importante, amadureci, e hoje dou valor a momentos e experiências. Sempre digo que não deixo meu lado infantil guardado, é ele quem guia e rege essa dádiva que é participar da realização dos sonhos de centenas de pessoas.

Durante a pandemia fiz uma expedição sozinho para a Islândia e senti muita falta da presença dos viajantes comigo. Ver as expressões, sorrisos, lágrimas e celebrações das pessoas quando se deparam com a Aurora Boreal é com certeza o objetivo da expedição e, hoje, meu objetivo de vida.

“Quero agradecer ao Marco Brotto e sua equipe pela expedição na Islândia. Há muito tempo queria ir para a Islândia e ver a Aurora Boreal. Aquilo que planejei para daqui 10 anos resolvi antecipar. Foi uma mega experiência com o país. Sua cultura, história, gastronomia… Confesso que viajar, após anos, em excursão me causava apreensão, mas foi ótimo. Renderam ótimas histórias e amigos! Super recomendo viajar com Marco Brotto e sua equipe. Parabéns pelo que faz com dedicação e amor!”

Cristiana Sassamoto (Islândia, 2020)

Por fim… a Aurora Boreal muda a gente!

Ver a Aurora Boreal é o mais próximo que conseguimos chegar fisicamente de um evento interplanetário. Conseguimos enxergar algo que vem do sol sem ser somente seus raios de luz. A Aurora Boreal nos permite enxergar além…

Fica claro para cada um na expedição que todos estão lá para realizar um sonho específico, e o resultado disso é uma grande satisfação para todos, não só para mim.

“Vou levar comigo somente ótimas memórias de cada um. Esses dias foram inesquecíveis, emocionantes. Difícil saber se foi pela magia da Aurora ou pelos amigos que ganhei na expedição. Levo todos no meu coração, em cada paisagem, em cada sorriso e em cada Aurora.”

Sofia Fakhouri (Islândia, 2021)

Percebemos juntos como é importante dar valor a pequenas coisas e levar conosco apenas o que é realmente importante. Seja nas costas, com uma bagagem leve para não pesar a caminhada, ou no coração, com nossos sonhos e objetivos!

Por tudo isso, saúdo e agradeço aos viajantes que me permitiram participar da realização de seus sonhos e celebro a vinda de muitos mais que ainda irão participar das Expedições Aurora Boreal®!

livro fotos aurora boreal

Depois de tantas experiências que passei nestas 100 Expedições Aurora Boreal, acredito que o nome do meu livro de fotografias da Aurora Boreal representa o que ela é pra mim: Aurora Boreal, amor em forma de luzes e cores.

“Superou todas as nossas expectativas! Realmente o Marco proporciona uma experiência ímpar! Não foi somente a questão “sorte do universo”, mas a dedicação dele, em fazer todos da expedição terem a experiência de vivenciar esse espetáculo que é encontrar a Aurora Boreal. Além de proporcionar essa magia da dança da Dama da Noite, nossos dias foram intensos, cheios de atividades e muita alegria. Parabéns, Marco, sua equipe e turma da expedição 96, vocês foram 100!”

Patricia Campiol (Islândia, 2022)

Obrigado de coração e que as luzes nos acompanhem para sempre… 

 

Você pode adquirir os livros citados nos links abaixo:

Livro infantil – Aurora Boreal, uma descoberta além das cores (Renata Aguilar)

Livro de fotografias – Aurora Boreal, amor em forma de luzes e cores (Marco Brotto)

Marco Brotto caçador de Aurora Boreal
MARCO BROTTO
Marco Brotto tornou-se conhecido como o caçador brasileiro de Aurora Boreal. Já viu centenas de spots de Aurora Boreal em vários locais do mundo, proporciona experiências incríveis para aqueles que o acompanham e possui um espetacular acervo de fotos de auroras.
POSTS RELACIONADOS
Conheça 3 motivos para caçar a Aurora Boreal com Marco Brotto
Conheça 3 motivos para caçar a Aurora Boreal com Marco Brotto
< LEIA MAIS
Entenda como acontece a Aurora Boreal, o fenômeno mais lindo da natureza
Entenda como acontece a Aurora Boreal, o fenômeno mais lindo da natureza
< LEIA MAIS
A realização de um sonho: depoimento da Expedição #83 para a Islândia
A realização de um sonho: depoimento da Expedição #83 para a Islândia
< LEIA MAIS