Home » Aurora Boreal » A realização de um sonho: depoimento da Expedição #83 para a Islândia

A realização de um sonho: depoimento da Expedição #83 para a Islândia

Aurora Boreal Viagem Para A Islândia
28 set 2021 Aurora Boreal, EXPERIÊNCIAS DOS VIAJANTES, Islândia 1 COMENTÁRIO

Após vários meses sem podermos cruzar fronteiras por causa da pandemia de COVID-19, a viagem para a Islândia realizada na Expedição #83 em Setembro de 2021 marcou o retorno das nossas caçadas!

Como já era de se esperar, sabíamos que seria memorável para todo o grupo de viajantes sonhadores que foi caçar conosco a Aurora Boreal.

Confira abaixo o depoimento fascinante de uma das viajantes da Expedição #83!

As expectativas

“Em 2019 tomei a decisão de ir ver a Aurora Boreal e, claro, com o “Caçador de Auroras” Marco Brotto! Viagem agendada para 2020, veio a pandemia e todas as expectativas geradas foram “sufocadas”. Após alguns necessários ajustes de calendário, finalmente foi instituída a Expedição #83, a primeira após um ano e meio de confinamento pandêmico!

As expectativas geradas em 2019 foram quadruplicadas em 2021, quando finalmente o sonho estava prestes a acontecer: e lá fomos nós, 24 sonhadores, capitaneados pelo Marco Brotto e pelo nosso “Tour Leader” Cézar, com uma energia potencial acumulada prestes a explodir junto com a “Dama da Noite”! 

No embarque, um tímido desconforto em relação à viagem: será que tomei a decisão certa em ir agora? Será seguro? Será que os demais sonhadores estão na mesma vibe que eu? Pois bem, se naquele momento alguma dúvida pairava no ar, por lá ficou! QUE VIAGEM!

A viagem

O embarque, o voo, as conexões, tudo fluiu muito bem, sem estresse ou surpresas. A chegada na Islândia, essa sim, nos deu a dimensão de quão grandiosa é a vontade do ser humano de viajar e conhecer novos destinos: aeroporto lotado com a chegada de vários vôos de distintas origens, mas nada que nosso “Tour Leader” não desse conta de resolver e nos encaminhar para nosso transfer para Reykjavik que nos aguardava de braços abertos!

Um papo aqui e outro ali e fomos nos conhecendo, ainda que com alguma timidez, até sermos apresentados pelo Marco Brotto, logo na primeira noite, ao Ice+Fries, um restaurante-café em Reykjavik que oferece uma batata frita inesquecível em dois tipos de batata: inglesa e doce e que, acompanhadas de um chopp Gull divino, se constituíram na melhor fórmula de como se tornar “amiga de infância” de 23 sonhadores que acabou de conhecer! 

Pronto! Já éramos um grupo de amigos!

A partir daí a Islândia se tornou pequena para nós! O foco de nossa viagem era conhecermos a “Dama da Noite”, o que não invalidaria também conhecermos esse país incrível que é a Islândia, em todas as suas formas, costumes, cores, sabores e odores…

A Caçada à Aurora Boreal®

Após a primeira noite bem dormida, nosso primeiro dia completo na Islândia foi repleto de emoções: fomos ao FlyOver e ao Perlan, respectivamente uma atração que promove um sobrevoo virtual pelo país e um museu que exibe a história da Islândia e toda a sua natureza; à uma degustação do “melhor cachorro quente do mundo”; e… À primeira caçada à Aurora Boreal! 

E LÁ ESTAVA ELA!!! Inicialmente tímida, fazendo um suspense, “dando uma palinha” do que nos esperaria, até que, do nada, ela deu seu primeiro show para nós, colorida e dançante, como um cartão de boas vindas!!!!! Foi uma verdadeira explosão de nossa energia potencial acumulada: muita alegria e felicidade, uns gritando, outros chorando e outros estupefatos com aquele visual que só mesmo vendo para sentir o quão dadivosa a natureza é e o quão bom é viver para usufruí-la! 

E a viagem estava só começando… Obrigada, Marco Brotto!!!

Os sonhadores da Expedição #83

Daí para a frente ninguém segurou mais os sonhadores da Expedição #83: inúmeras cachoeiras, cada uma mais linda e volumosa do que a outra, placas tectônicas dividindo a Europa da América do Norte, geysers explodindo, baleias minke, raposas árticas, cavalos islandeses, glaciares gigantes, icebergs, praias não tropicais com areia preta e formações rochosas incríveis.

Praias com “diamantes” ao longo da arrebentação das ondas, que nada mais são do que icebergs desprendidos dos glaciares, que migram por uma lagoa até serem depositados na praia, uns empurrando os outros, para todos se acomodarem na beira d’água e nos proporcionar um verdadeiro espetáculo de luzes e brilhos em contraste com a areia preta… e vulcões, sendo que um deles, sabedor da energia potencial do grupo, nos brindou com uma explosão de lavas e cores, para nos dar a certeza de que sim, a expedição #83 foi o máximo!!!

Soma-se a essa natureza esplendorosa, as inúmeras vilas de pesca visitadas, com suas casas coloridas e janelas enfeitadas, os faróis na costa islandesa, os hotéis em que nos hospedamos com uma arquitetura ímpar e de bom gosto inquestionável e a culinária islandesa: bacalhau, salmão, truta, lagosta e carneiro, muitas vezes servidos em restaurantes familiares típicos, alguns numa atmosfera viking… que delícia! 

Só não posso dizer o mesmo do tubarão podre e das carnes de baleia e de cavalo, que me recusei a experimentar… Isso sem falar nas deliciosas cervejas islandesas consumidas ao longo da viagem e nas cervejas artesanais degustadas no Kaldi Bar, em Reykjavik, que atmosfera deliciosa…

A realização de um sonho

Mas e a “Dama da Noite”? Marota, nos brindou na primeira caçada com um “rebolado colorido” e, na segunda caçada, resolveu mostrar a que veio: ENLOUQUECEU SOBRE AS NOSSAS CABEÇAS!!! Fiquei rouca de tanto gritar e com dor no pescoço de tanto olhar para o céu!!!

Foi uma noite inesquecível!!!! Estávamos indo numa direção, quando, de repente, nosso ônibus, sob o comando do Marco Brotto e a direção de nosso queridíssimo motorista Gummi, deu um 180o, andou um pouquinho mais e sob a “ordem” de stop do Marco, parou. 

Descemos todos do ônibus e lá estava ela: linda, vindo de leste e oeste, formando um arco verde com borda rosa, disparando agulhas e formando novos arcos, rebolando e coroando sobre as nossas cabeças, até nos proporcionar um show à parte, como se fosse um teclado de um piano tocando uma sinfonia intensa, com flashes verde e rosa… 

E, quando tudo estava para acabar, as luzes minguando, nossa “Dama da Noite” nos brindou com um efeito “chicote”: o plasma querendo ingressar na atmosfera e o campo magnético fechado, fazendo com que ele retornasse, não permitindo o seu ingresso, quase que sussurrando em seu ouvido: Chega!

Você hoje está muito exibida!!!

Enfim, outras caçadas foram feitas com sucesso ao longo da expedição, meu sonho e acredito que dos demais sonhadores da expedição foi realizado muito além da expectativa e já não vejo a hora de sair em mais caçadas à Aurora Boreal com o queridíssimo Marco Brotto e os amigos conquistados na Expedição #83! 

Que venham logo mais caçadas, antes que a nossa energia potencial se acumule mais e mais…

OBRIGADA, MARCO BROTTO, POR NOS PROPORCIONAR MOMENTOS INESQUECÍVEIS!!!”

Depoimento por Norma Vilela, Setembro de 2021.

Venha Caçar a Aurora Boreal com Marco Brotto!

Aurora Boreal Viagem Para a Islândia

Ainda que realizemos dezenas de expedições para caçar a Aurora Boreal, cada depoimento é único e deixa todos nós emocionados!

Portanto, a Expedição #83 marcou nosso retorno e agora seguimos adiante nas nossas Caçadas à Dama da Noite pelo círculo polar ártico.

Cada Aurora é singular e cada expedição tem seu próprio espetáculo!

Confira nossas próximas expedições e junte-se a esse grupo de viajantes sonhadores que descobrem as maravilhas do norte do mundo!

Marco Brotto caçador de Aurora Boreal
MARCO BROTTO
Marco Brotto tornou-se conhecido como o caçador brasileiro de Aurora Boreal. Já viu centenas de spots de Aurora Boreal em vários locais do mundo, proporciona experiências incríveis para aqueles que o acompanham e possui um espetacular acervo de fotos de auroras.
POSTS RELACIONADOS
Você conhece a Floresta Boreal?
Você conhece a Floresta Boreal?
< LEIA MAIS
Papai Noel: qual a história do bom velhinho?
Papai Noel: qual a história do bom velhinho?
< LEIA MAIS
Conheça a Vila do Papai Noel na Finlândia
Conheça a Vila do Papai Noel na Finlândia
< LEIA MAIS