Home » Aurora Boreal » Quando ver Aurora Boreal? Saiba Tudo!

Quando ver Aurora Boreal? Saiba Tudo!

Lapônia: Noruega e Finlândia – Aurora Boreal, Paisagens & Cultura Sami
28 set 2020 Aurora Boreal, Caçadas 0 COMENTÁRIOS

Qual é o melhor mês? Assim como não existe apenas um lugar, não existe apenas um melhor mês para saber quando ver Aurora Boreal. O fenômeno pode ser visto no trilho da Aurora, próximo ao Círculo Polar Ártico, e muitos países se encontram na região. Ainda assim, é possível estabelecermos alguns parâmetros essenciais para melhor visualização do fenômeno.

Por isso, podemos sim, ter um período quando ela poder vista. Só que não é algo certeiro. Não posso garantir para  os viajantes das minhas expedições que no mês de setembro, por exemplo, eles com certeza verão a Aurora Boreal Noruega. O que posso, sim, assegurar, é que todos os estudos são feitos para fazer com que as chances sejam otimizadas – não é para menos que vi Aurora Boreal em todas as minhas expedições até agora e sou obstinado a continuar assim.

Quer descobrir mais sobre quando ver Aurora Boreal? Continue a leitura e saiba tudo!

O que impacta na hora de saber quando ver Aurora Boreal?

Para que as luzes sejam vistas coloridas sobre nossas cabeças, precisamos de escuridão. De agosto a abril, dependendo da longitude e da proximidade aos pólos, temos maior amplitude entre os horários de escuridão e luz solar. Isso faz com que seja possível ver a  Aurora Boreal entre dias alguns dias antes do equinócio de outono( 21 set) e alguns dias depois do equinócio de primavera (21 mar) . Mas não basta termos mais horas escuras. Mais tempo não quer dizer, necessariamente, mais chances. Existem fatores como clima e logística que fazem com que as possibilidades de ver a Aurora aumentem – ou fracassem uma noite de caçada.  

Quais os meses mais propícios para ver Aurora Boreal?

Veja abaixo minhas percepções sobre os meses mais propícios para visualização da Aurora.

Agosto

Em agosto, algumas localidades do trilho da aurora é possível termos Aurora. Porém, a coincidência de fatores não me deixa confortável e seguro em fazer uma Expedição Aurora Boreal® neste mês.

Setembro

Já em setembro, ainda verão no Hemisfério Norte, temos dias longos e as noites curtas. Nossas dinâmicas de caçadas são completamente diferentes nessa época; temos mais tempo de passeios diurnos e as caçadas se iniciam muito tarde para pegarmos as horas de breu da madrugada. É uma época de belíssimas paisagens, árvores coloridas em tons avermelhados e terrais, vida selvagem ativa e temperatura amena. Faço expedições incríveis em setembro!

O engraçado é que o povo local acredita que, neste mês, não há auroras. Isso porque elas acontecem na madrugada e eles nao querem passar as suas noites caçando Aurora – mas nós estamos lá para isso! A época é tão interessante que tenho três expedições em setembro e início de outubro. Mas repito: para ver o fenômeno, no entanto, é preciso estudar outros fatores.  

Outubro

Logo depois é quando se inicia a época de mais tempo de escuridão do que de daylight no Hemisfério Norte. Outono chega, a vegetação se transforma, as dinâmicas de caçada se modificam, a temperatura cai e, normalmente, alguma neve precipita nos últimos dias do mês nos nossos destinos da Europa. No Alasca já temos neve acumulada nos lugares mais altos!

Nossa tradicional expedição para a Groenlândia acontece também entre setembro e novembro, porque é um ótimo período para as atividades que quero compartilhar com os nossos caçadores de Aurora Boreal.

Novembro

Em novembro, no Alasca, provavelmente a média das temperaturas está abaixo de zero, a vida selvagem se acomodou e as estradas já acumulam neve. O perigo do black ice é mais constante, pneus de neve são leis na Europa e a paisagem muda completamente. A luta da luz contra a escuridão é diária e em alguns lugares mais próximos ao pólo contam com 24 horas sem iluminação natural.

Os animais sabem que a noite polar está se aproximando e ocorre a migração das baleias e orcas para os fiordes da Noruega enquanto os ursos do Alasca já estão dormindo. Os crepúsculos que antecedem as Auroras Boreais são de uma cor indescritível e a nossa preocupação com temperaturas negativas já é maior. Mas eu e minha equipe, na pré-viagem, já tomamos os cuidados para que os participantes da expedição estejam o mais confortáveis e seguros possíveis.

Dezembro

Antes do solstício de inverno é a época mais tensa: a escuridão total e a noite mais escura do ano estão chegando e, assim como a noite mais longa chega, chega também o recomeço da contagem para o retorno da luz. Nessa época, faço expedições especiais para uma experiência ligada às tradições de Natal e uma viagem mais temática comemorativa de Réveillon.

Janeiro

Em janeiro, um pouco de luz recomeça e a noite polar vai embora, assim como as baleias e orcas, que podem desaparecer no Atlântico Norte. Nesta época, o frio é intenso e as paisagens cobertas de neve encantam. Roupas técnicas são necessárias para caçar Aurora Boreal e anjos de neve e outras brincadeiras são comuns no dia a dia. 

Enquanto no Brasil o calor toma conta, no Ártico as temperaturas estão caindo cada vez mais. Como lidamos com a natureza, não se pode ter certeza de tudo. Em janeiro de 2020, por exemplo, tivemos 6ºC em boa parte da Lapônia, enquanto o Alasca apresentou -39ºC.  

É uma experiência extraordinária! Eu adoro essa época porque ela é a cara do Ártico que sonhamos e vemos nos filmes. Os amáveis cachorros brincando enquanto nos puxam em seus treinos, os passeios nas motos de neve, as fogueiras que fazemos. É tudo lindo! As caçadas podem começar na hora que eu determino através dos estudos diários, porque temos escuridão por muitas horas. 

Devido às condições das estradas, ficamos restritos a deslocamentos menores e preciso ser mais cirúrgico na escolha do local de caçada. Quando não há neve, temos a possibilidade de nos deslocar por mais tempo e mais longe, porém com menos tempo escuridão.

E que fique meu alerta: não seja irresponsável de achar que você é bom motorista e vai se virar bem na neve. As estradas são perigosas, estreitas e as condições de dirigir com segurança têm que estar nas mãos de motoristas profissionais, locais e com experiência em estradas congeladas.

Fevereiro 

A situação de fevereiro é muito parecida com a de janeiro. Temos mais luz , estradas congeladas, noites muito geladas e as sempre excelentes chances de ver Aurora Boreal em razão das nossas escolhas precisas nos locais de permanência e saídas para as caçadas.

Nos últimos anos, a temperatura foi acima da média. Houve dias sem nenhuma neve nas estradas, o que não permitiu nem que fizéssemos os passeios com os cães. 

Março 

A neve continua exuberante! Está chegando o solstício, os animais começam a migrar, já se vê muitos pássaros na região e, dependendo da temperatura, os ursos acordam, as renas estão excitadissimas e o povo local se prepara para a chegada da primavera

As noites continuam bastante frias e minhas escolhas de local levam em conta diversos itens do nosso protocolo de segurança; independentemente da época. Sempre temos tido magníficas noites nos meses de março! É quando faço minha despedida da Noruega e da Finlândia, já que as condições de caçada e as chances pioram a cada dia nos últimos dias de março.

Abril 

Na região dentro do Círculo Polar tudo é muito desafiador para buscar Aurora Boreal. Dentro da faixa da Aurora, busco os lugares com menor latitude e nossa despedida da temporada é escolhida para termos melhores experiências. Pode ser no Alasca, na Islândia, nas Ilhas Faroé ou no Canadá. 

É chegada a hora de recolher os equipamentos e voltar para casa. De abril a agosto fico pesquisando e estruturando a operadora para que tenhamos no próximo ano mais sucesso, conforto e luzes maravilhosas. 

A cada ano as condições estão mudando e as dinâmicas são diferentes para se adaptar ao ciclo 25 do sol, que deve ter tido sua mínima no final do ano de 2019.

Onde ver Aurora Boreal

Não existe um melhor lugar porque cada um tem suas características e consequências. O lugar ideal seria um lugar que não existe. Teria que ter a comodidade da Aurora Boreal Noruega e Finlândia, a exuberância das paisagens da Islândia, a tranquilidade e a exclusividade da Groenlândia, o tamanho do Canadá e o céu limpo e seco do Alasca.

Como curiosidade e hipoteticamente, se eu tivesse que escolher uma última noite para caçar Aurora, eu iria ao Alasca dia 21 dezembro, quando há as melhores condições. Mas eu teria que me preparar para enfrentar, sem vento, -40ºC.  

Por isso, o que eu aconselho é contar com a experiência de quem conhece e estuda o fenômeno há muitos anos. Se você quer passar por uma caçada única e saber quando ver Aurora Boreal, fique ligado nas minhas próximas expedições e aumente suas chances de encontrar as Luzes do Norte!

 

Marco Brotto caçador de Aurora Boreal
MARCO BROTTO
Marco Brotto tornou-se conhecido como o caçador brasileiro de Aurora Boreal. Já viu centenas de spots de Aurora Boreal em vários locais do mundo, proporciona experiências incríveis para aqueles que o acompanham e possui um espetacular acervo de fotos de auroras.
POSTS RELACIONADOS
Aurora Boreal Noruega: 5 motivos para você participar dessa caçada!
Aurora Boreal Noruega: 5 motivos para você participar dessa caçada!
< LEIA MAIS
Marco Brotto dá entrevista ao Portal RIC Mais
Marco Brotto dá entrevista ao Portal RIC Mais
< LEIA MAIS
Oval da Aurora e onde ver Aurora Boreal
Oval da Aurora e onde ver Aurora Boreal
< LEIA MAIS